Escovinhas para limpar a pele: quem pode, e como pode, usá-las

Escovinha Clarisonic modelo Plus – o mais completo da marca, que serve para o rosto e o corpo.

Escovinha Clarisonic, a precursora da onda dos aparelhos com energia sônica para limpar o rosto. Este é modelo Plus – o mais completo da marca, que serve para o rosto e o corpo.

Primeiro, preciso fazer uma confissão. Quando, alguns anos atrás, a febre do aparelho Clarisonic começou a rolar, fiquei muito com o pé atrás. Essa engenhoca, uma escovinha eletrônica para limpar a pele, me deixava com medo de que pudesse provocar irritação ou algum tipo de efeito colateral. Então, não me interessei de imediato em testar o produto.

Vamos pular para o semestre passado, mais especificamente para uma série de eventos em cadeia.

1. Ganhei uma escovinha (manual mesmo) de limpeza facial para testar.

2. uma das minhas melhores melhores amigas decidiu comprar um Clarisonic para chamar de seu e ficou meio obcecada por alguns dias, fazendo pesquisas e comparações de modelos e dividindo suas descobertas comigo (é o tipo de obsessão de beleza que eu adoro compartilhar!).

3. a Clinique lançou, nos Estados Unidos e na Europa, sua versão para esse gênero de produto.

4. Para terminar: encontrei, navegando na Internet, uma outra escovinha eletrônica para limpar a pele interessantíssima, a sueca Foreo Luna.

Claro, a curiosidade sobre esse tipo de produto de belezaescovas para limpar o rosto, manuais ou eletrônicas – voltou a agitar esta cabeça que já é curiosa por natureza. Então decidi pesquisar mais sobre elas e também conversar com três dermatologistas feras – as paulistas Juliana Macéa e Sabrina Talarico e a carioca Juliana Neiva – para entender melhor o funcionamento e os benefícios desse tipo de acessório. O resultado você vai descobrir agora, na estreia desta nova seção do Beauty Editor.

Mais gadgets Clarisonic: o Mia 3 em versão fofa e exclusiva para a loja de departamentos americana Nordstrom; o Mia 2 na cor Screen Siren; escovinhas extra para o aparelho, vendidas separadamente.

Mais gadgets Clarisonic: o Mia 3 em versão fofa e exclusiva para a loja de departamentos americana Nordstrom; o Mia 2 na cor Screen Siren; escovinhas extra para o aparelho, vendidas separadamente.

 

Clinique Sonic System: lançado no meio de 2014, segue o modelo do Clarisonic, com escovinha que deve ser trocada depois de um período de uso. Ela tem um design chanfrado com o objetivo de alcançar melhor os cantinhos do rosto.

Clinique Sonic System: lançado no meio de 2014, segue o modelo do Clarisonic, com escovinha que deve ser trocada depois um determinado período de uso. Seu design chanfrado tem o objetivo de alcançar melhor os cantinhos do rosto.

Luna, da marca sueca Foreo: este aparelho aqui, além de limpar, promete efeito antiage, (emite pulsos de baixa frequência para estimular a firmeza da pele).

Foreo Luna: este aparelho aqui, em vez de cerdas tradicionais, tem cerdas de silicone. Além de limpar, promete efeito antiage, (emite pulsos de baixa frequência para estimular a firmeza da pele). E, olha só que legal, tem uma versão masculina feita para, ao limpar a pele, deixá-la mais lisa e fácil de barbear.

Primeiro, deixa eu explicar melhor como funcionam as escovinhas eletrônicas para limpar a pele com energia sônica. Ao contrário do que a gente imagina quando as vê, elas não giram, não. Apenas vibram, e muito rapidamente: em uma frequência que costuma variar de 150 a 300 oscilações por segundo, segundo as informações dos fabricantes. De acordo com a assessoria de imprensa da Foreo, com quem troquei e-mails estes dias, a energia sônica estimula a oleosidade, a sujeira e os resíduos de maquiagem a “navegarem” do interior dos poros até a superfície da epiderme, deixando-os mais limpos e purificados. Essas vibrações, somadas aos movimentos circulares feitos manualmente por quem está usando, é que proporcionam uma limpeza adequada da pele, tanto superficial como profunda. As da Clarisonic e da Clinique têm escovas que devem ser trocadas de tempos em tempos. A da Foreo, que tem um corpo inteiriço de silicone, não requer trocas periódicas. Salvo a Clinique, que tem (por enquanto…) um modelo único, as outras marcas oferecem muitas variedades: menores, para viagem,  mais completas, com velocidades e escovas diferentes (com indicações para tipos de pele e áreas específicos), e por aí vai. Oferecem gadgets de beleza supercompletos!

Outras informações que apurei, estas com as dermatologistas entrevistadas:

1. a limpeza, segundo elas, é mais profunda mesmo. E também mais rápida. A dermatologista Juliana Neiva me contou que a estimativa é de que se fique com a pele limpinha seis vezes mais rápido do que usando apenas os métodos tradicionais.
2. de acordo com a dermatologista Juliana Macéa, outro benefício que o acessório traz é deixar a pele mais luminosa. Quem não quer, não é?
3. apesar de alguns fabricantes recomendarem a utilização diária, as três dermatologistas preferem indicar um regime de uso menos intensivo: de 2 a 3 vezes por semana para peles normais a oleosas e, no caso das mais delicadas, apenas uma vez por semana. A dermatologista Sabrina Talarico levantou uma questão interessante sobre o assunto: alguns pacientes dela que insistiram em usar o aparelho duas vezes ao dia relataram um aumento de oleosidade entre uma limpeza e outra. É o famoso efeito rebote – a pele passa a produzir óleo desenfreadamente para se equilibrar ao perceber que está sendo limpa em excesso.
4. quem tem acne, pele muito sensível e que reage a qualquer estímulo ou apresenta algum tipo de lesão precisa falar com seu dermatologista antes de começar a usar para fazer ajustes no ritual de beleza e evitar problemas.
5. ao contrário do que eu temia, esse tipo de aparelho não exfolia nem agride a pele – desde que você siga todas as recomendações dos fabricantes e não fique fazendo uma pressão excessiva enquanto o utiliza.
6. jamais, mais jamais mesmo, caia na tentação de combinar escovinha sônica e exfoliante. Um não foi feito para o outro, o correto é utilizar o aparelho em paralelo com um sabonete cremoso ou líquido adequado para o seu tipo de pele (senão, aí, sim, a agressão acontece). Em tempo: adotar uma escovinha de limpeza eletrônica não elimina a indicação de uma exfoliação (frisando, sem o aparelho!) a cada dez dias para eliminar as células mortas, OK? Exfoliar (corretamente) é um ritual de beleza que você nunca deve abandonar!
7. a higiene correta da escovinha (ou do aparelho inteiro, no caso do Luna) é essencial. Lave depois de cada uso com sabonete neutro e água corrente para evitar o acúmulo de bactérias nas cerdas.

Escovinhas manuais para limpeza facial das marcas Sephora e Condor: a primeira comprei esta semana, a segunda estou usando há quase três meses.

Escovinhas manuais para limpeza facial das marcas Sephora e Condor: a primeira comprei esta semana, a segunda estou usando há quase três meses.

Para terminar, deixa eu falar sobre as escovinhas manuais. Tudo bem, elas são menos glamourosas que as escovinhas sônicas. Mas, apesar disso, também são úteis em uma rotina de beleza. Proporcionam uma limpeza intermediária, entre a que a gente faz habitualmente e a com a escovinha sônica, as recomendações são basicamente as mesmas que para as escovas eletrônicas (respeitar a periodicidade de uso segundo o tipo de pele, não combinar com exfoliante, limpar bem após o uso…) e só apresentam uma restrição em relação às suas equivalentes hi-tech: como somos nós que controlamos a pressão o tempo todo, corremos o risco de exagerar na dose e forçar demais. Ou seja, para evitar agredir a pele, pegue (literalmente) leve. A maquiagem vai sair do mesmo jeito, confie!

Para terminar: os preços das escovinhas de limpeza eletrônica variam bastante. Sobre as manuais: uma parecida com a minha roxinha acima, da Sephora (que comprei fora), sai por R$ 30; a da Condor sai por R$ 8,03. Sobre as eletrônicas: na Sephora americana, por exemplo (por enquanto, os aparelhos só existem no exterior), os preços vão de $ 89,50 (Clinique) a $ 199 (os modelos mais caros da Foreo e da Clarisonic).

E, sim, agora ando bem tentada a comprar uma escova sônica para integrar meu arsenal de beleza. Update sobre o assunto em breve!

Update (junho 2015): Nos últimos meses, duas das escovinhas sônicas citadas neste post chegaram ao Brasil (ambas estão à venda na Sephora). E já tem review sobre elas aqui no Beauty Editor: para saber detalhes sobre a da Foreo, clique aqui, e para checar tudo sobre a da Clinique, clique aqui. Agora, só falta esperar a Clarisonic chegar para completar o arsenal de cuidados com a pele!

Fotos: divulgação marcas / reprodução fotos de divulgação Internet

Comments

  • Fê R. de Souza

    Melhor avaliação ever dessa novidade! Vejo sempre blogueiras usando e abusando, mas sem explicar como realmente funciona a limpeza na pele. Tks mais uma vez M. Ceci! É por isso que amo tudo isso aqui. :*

    • Maria Cecília

      Ah, querida, acabei de ver este seu outro comentário agora! Obrigada, bom demais saber que as pessoas gostam e aprovam a linha de apuração e de texto que escolhi seguir aqui no Beauty Editor. Continue por aqui com a gente! E divida o Beauty com as amigas – quero encontrar mais gente da sua turma comentando por aqui! Muitos beijos.

  • Fê R. de Souza

    Ah, dúvida: o ritual de limpeza, em termos de produtos, permanece o mesmo usando ela? Usamos o tônico e o hidratante após, ou é melhor só o hidratante?

    • Maria Cecília

      Oi Fê, tudo bem com você? Como acabei de responder para a Samira, eu acredito que não haja nenhuma modificação no ritual pós-limpeza (me alongando mais no assunto – e sendo coerente com o que falei no post – eu só não faria exfoliação no mesmo dia em que usasse a escovinha, é um pouco de limpeza além da conta…). Mas, de toda forma, vou falar com as dermatos que foram fontes, para checar direitinho, OK? Bjs!

  • Samira Silva

    Gostei de cara do seu blog pela seriedade e riqueza de detalhes.
    Também tenho o mesmo questionamento da Fê Souza

    • Maria Cecília

      Oi Samira, tudo bem? Que bom que você gostou do site! Fique por aqui, a ideia é mesmo trazer muita informação, com a ajuda de profissionais e marcas bacanas, para vocês, seguidoras. Vou adorar encontrar mais comentários seus aqui no Beauty Editor! Sobre sua dúvida, acredito que o ritual se mantenha o mesmo, mas, por via das dúvidas, vou contatar as dermatologistas que ajudaram no post. Assim que que tiver um feed back delas, atualizo aqui nos comentários. Beijo!

    • Francisco

      Oi,Samira! Também tive essa dúvida…..

  • Vanessa Ventura

    Adorei o post, super informativo! Maria Cecília, uma dúvida: escovinhas desse tipo, incluindo as manuais, podem ser usadas na área dos olhos? Sempre acho que não por causa da sensibilidade, mas ao mesmo tempo fico pensando que as pálpebras e olheiras geralmente entram em contato com muita maquiagem (corretivo, sombra, delineador…) e têm que se contentar só com demaquilante, sabonete específico e hidratante…

    • Maria Cecília

      Nossa, Vanessa, encontrei este seu comentário só agora – que vergonha! Olha, na época da conversa com as dermatos, não falei especificamente sobre isso, mas acredito que elas não devam ser utilizadas na pálpebra, não. Por dois motivos: tanto por causa da pele ser mais sensível como pelo fato de não ser muito legal estimular indiretamente o olho. Não me parece muito bom! Vou conversar com algum dermato sobre isso, prometo, e trago infos mais precisas depois. Beijos!

  • Laise

    Olá, uso uma maquininha sônica de silicone e na embalagem diz que pode ser usada para esfoliação e limpeza. Como na página você disse que não poderia ser usada para esfoliação, gostaria de saber se isso é valido para as maquinas de silicone, se o fabricante está me enganando.

    • Maria Cecília

      Olá, Laise, tudo bem? A recomendação vem das dermatologistas, não dos fabricantes. Mas, de toda forma, acho que seria legal você dar uma nova lida no rótulo. Talvez o fabricante esteja dizendo que a escova tem ação esfoliante – e não exatamente que ela deva ser usada com um produto esfoliante. Melhor checar! Beijo, obrigada pelo comentário e continue aqui pelo Beauty Editor!

  • Leticia

    Eu comprei minha foreo e estou usando faz uma semana! Já sinto meu rosto beeeem menos oleoso durante o dia, mas em compensação surgiram muitas espinhas. Será que é normal?

    • Maria Cecília Prado

      Oi Letícia, tudo bem? Olha, faz um pouco de sentido, já que a Foreo ajuda na eliminação dos resíduos que estão na pele. Mas melhor, sempre, é conversar com o dermatologista. Uma dúvida: as espinhas são incomuns para você? Beijo e continue aqui no Beauty Editor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.