Aguinaldo Leandro, maquiador internacional de Givenchy

Por Maria Cecília Prado em 12/03 | 0 |

beleza-beauty-editor-entrevista-guy-de-givenchy-maquiador-internacional-de-givenchy-maquiagem-pele-base-corretivo-dicas

Em 15 anos de trabalho assessorando as clientes da marca mundo afora, o especialista, mais conhecido como Guy de Givenchy, colecionou observações sobre o que as mulheres querem quando se trata de maquiagem. Em uma conversa animada, entremeada com a apresentação de alguns novos produtos da marca, Guy me contou suas principais conclusões – além de revelar dicas para produzir um make impecável.

Maria Cecília Prado: Um dos produtos que a Givenchy está lançando hoje é a base Teint Couture. O que ela tem de especial?
Guy de Givenchy: Podemos classificá-la como uma ampliação no cardápio de bases da grife. Já tínhamos, entre outras opções, uma base matificante, a Éclat Matissime, e uma de acabamento HD, a Photo’Perfection. A Teint Couture traz outros benefícios: é de longa duração, tem textura levíssima, hidrata e é muito luminosa. Deixa a mulher muito bonita e, o melhor, por mais tempo.

MCP: Para você, o que é uma pele bonita?
GG: É aquela que parece o mais natural possível. Tem brilho saudável, cor uniforme e parece respirar – nada pior do que um rosto coberto por uma camada pesada de base!

MCP: Que tipo de erro as mulheres costumam cometer ao preparar a pele?
GG: Um deslize clássico é escolher uma base mais clara ou mais escura do que o tom natural. Não adianta tentar parecer mais bronzeada ou mais branca na marra – para funcionar, o tom da maquiagem aplicada na face precisa se fundir ao do pescoço. Outro erro comum é não manter o rosto limpo, hidratado e livre de células mortas. Nem a melhor base do mundo vai dar conta de embelezar uma pele que está opaca e sem vida por culpa da má hidratação e da falta de renovação.

MCP: E o que você recomenda para que isso não ocorra? 
GG: Exfoliar frequentemente e aplicar uma boa máscara facial duas vezes por semana, ou antes de um evento especial. É impressionante o que esse tipo de produto pode fazer para deixar a pele mais flexível e revigorada!

MCP: Já na hora de fazer a maquiagem propriamente dita, o que as mulheres não podem esquecer?
GG: Gosto de ensinar minhas clientes a espalhar a base com os dedos – a cobertura costuma ficar mais leve e a aparência, mais delicada. Também indico aplicar uma camada fina do produto em toda a pálpebra e só depois passar corretivo, se e onde for necessário.  Em vez de esfregar o corretivo para lá e para cá, vá depositando com toquinhos – o resultado fica muito melhor. Outra dica boa: depois de terminar o espalhe da base, use um pincel tipo duo fibra ou uma esponja de látex (o acessório escolhido deve estar limpo) para dar acabamento. Vá fazendo movimentos circulares suaves em todo o rosto para “assentar” bem o cosmético e obter uma finalização irretocável. Ah, uma última coisa importante: ao terminar, remova os resíduos de base da sobrancelha usando uma escovinha limpa. Quando sobra produto nos fios, isso entrega que você está maquiada e estraga o efeito “linda por natureza”.

MCP: Você já viajou o mundo todo maquiando as clientes da marca Givenchy. Que curiosidades notou a respeito de consumidoras tão diferentes?
GG: Vou falar a respeito das latinas, que são as mulheres que venho atendendo nos últimos anos. Chilenas, no geral, têm pele branca, mas adoram parecer bronzeadas. O desafio é ensiná-las a usar a dose exata dos produtos bronzant para ficarem douradas sem ganhar um look artificial. Com as mexicanas, acontece o contrário: elas querem parecer mais brancas do que naturalmente são. As argentinas costumam exagerar um pouquinho, mas, por outro lado, são muito abertas a novidades – e ficam satisfeitas quando as oriento sobre a melhor forma de usar uma cor ou uma textura recém-lançada. Já as brasileiras são as mais conservadoras. Gostam de maquiagem natural – não é a toa que os produtos do tipo BB Cream fazem tanto sucesso por aqui ­– e resistem a acrescentar algo mais, como um toque de cor ou brilho, à produção. Nas maquiagens que faço quando estou no Brasil, tenho que ser bem convincente enquanto realizo o serviço. Minhas compatriotas são muito desconfiadas quando o assunto é incrementar o visual!

Foto: Camila Carvalho

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários