Resenha de produto: serum anti-idade e calmante Dior Capture Youth

Por Maria Cecília Prado em 18/03 | 0 |

Tratamento antiage em serum Dior

Serum para cuidar da pele: amo. Serum com propriedades antiage e também suavizantes: amo ainda mais. É o caso deste aqui, o Capture Youth Redness Soother, da Dior, que usei nos últimos quatro meses. Lançado pela marca há pouco menos de um ano, ele foca em três objetivos: prevenir contra o efeito dos radicais livres (que danificam o colágeno e, como consequência, abrem o caminho para a chegada das rugas e da flacidez), minimizar rugas e também diminuir desconforto e vermelhidão.

Vamos aos detalhes.

Enquanto a maioria dos cosméticos com proposta antioxidante costuma incluir ativos que neutralizam os radicais livres – como a vitamina C, o resveratrol e o extrato de chá verde –, este serum da Dior segue um caminho diferente. Ele traz o extrato da raiz da iris florentina, um componente que, segundo as pesquisas feitas pela marca, estimula a vitalidade da pele e aumenta sua capacidade de autoproteção. Em outras palavras, a iris promete deixar a pele mais resistente à oxidação, evitando que os radicais livres consigam danificá-la.

Para minimizar rugas, a fórmula conta com ácido hialurônico, vitamina E e um ingrediente com nome gigante, a dilauramidoglutamida sódica lisina. Os três auxiliam na hidratação e no preenchimento de linhas.

Para fechar o trio de promessas da fórmula, aparecem a adenosina, substância reconhecida tanto por seu efeito calmante como pela ação anti-idade, e o extrato de algodão, que, de acordo com os cientistas da Dior, tem propriedades igualmente calmantes.

Formulação super bem analisada, deixa eu contar agora as minhas impressões. Que foram muito boas. Apliquei praticamente todas as manhãs ao longo desses quatro meses de teste e:

a-) percebi que minha pele ficou hidratada, mas com delicadeza. Este produto de beleza não deixa sensação de oleosidade ou de aderência, só traz conforto e aspecto saudável.

b-) combinei com vários tipos de base / protetor solar com efeito base e em nenhum momento o mix desandou. Ou seja, dá para usar com tranquilidade sob a maquiagem; depois de tantos experimentos, acho difícil imaginar que este serum comprometa a aderência e o efeito de algum make.

c-) apesar de a marca frisar que o Redness Soother não é um cosmético para tratar rosácea, e sim para suavizar vermelhidão e irritação mais leves, tive a sensação, com o uso contínuo, de que minha rosácea ficou mais sob controle. Então, apesar de não substituir um tratamento dermatológico direcionado para controlar o problema, acredito que este serum possa, no papel de coadjuvante, ajudar quem sofre com a questão.

Além disso tudo, há duas outras coisinhas que vale a pena mencionar. A primeira é que o tom verde perolado deste serum dá uma colaboração a mais para suavizar a vermelhidão da pele – é que a cor verde contrabalanceia a vermelha, tornando-a menos evidente! A segunda é que a fragrância é fresca, delicada e muito agradável de se sentir.

TAMBÉM É BOM SABER

O Redness Soother faz parte de uma linha com cinco seruns ao todo. Há opção para aumentar a luminosidade, para preencher de maneira mais evidente, para controlar a oleosidade e para proporcionar um efeito lifting. A marca recomenda que qualquer um deles (inclusive o que eu testei) seja utilizado sempre em combinação com o creme Capture Youth Age-Delay Advanced, lançado em paralelo. A ideia é que funcionem em sinergia, para um efeito estimulador da pele ainda mais eficiente.

R$ 419, 0800 170506 ou em perfumarias como a Sephora
Foto: divulgação Dior 

 

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários