Resenha de produto: perfume Phebo Isolda Cajueiro, com nota de caju

Por Maria Cecília Prado em 12/11 | 0 |

Um perfume com nota de caju na sua estrutura? Bem diferente – e, posso afirmar, delicioso também. A Phebo lançou, semanas atrás, o perfume Cajueiro, em parceria com a grife de moda Isolda. E o resultado, que pode parecer meio exótico quando se lê a descrição, acabou sendo muito feliz. Quando se borrifa a fragrância, as primeiras notas que se manifestam são, além da de caju, a de bergamota e a de maçã. É uma explosão de frescor com um toque de suculência. Na sequência, começam a aparecer as flores – frésia, rosa e de laranjeira –, que surgem para trazer mais feminilidade ao conjunto (sem, no entanto, comprometer a sua leveza). Por fim, se revelam as notas de fundo: o âmbar, o musk e a cumarina (extraída da fava tonka, é adocicada e lembra tabaco ao mesmo tempo). Tudo se encaixa perfeitamente, resultando em um perfume vibrante, porém delicado, e que sai daquele universo mais conhecido dos aromas frescos e cítricos. Tem algum senão? Na minha pele, ao menos, dura pouco – pede reaplicação a cada quatro horas para voltar a expressar todas as suas qualidades.

TAMBÉM É BOM SABER

A Isolda, marca co-criadora do Cajueiro, é uma grife criada por brasileiras, as sócias Maya Pope e Juju Affonso Ferreira, mas nascida em Londres e comercializada em boutiques do mundo todo. Na coleção primavera-verão de 2019, peças como tops, saias e maiôs seguem a mesma inspiração do lançamento de beleza: trazem uma estampa tropical na qual o caju se destaca.

R$ 180 (100 ml), 0800 9406730
Foto: divulgação Phebo

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários