Maquiagem nude: a nova coleção da MAC e um update no jeito de usar

Por Maria Cecília Prado em 07/02 | 0 |

Look da coleção Magnetic Nude, da MAC: interpretação para o make neutro versão 2014.

Look da coleção Magnetic Nude, da MAC: interpretação para o make neutro versão 2014.

Não dá nem para falar mais que o make nude é tendência: o look vem sendo apontado como forte já há um par de temporadas. Mas o lançamento da coleção Magnetic Nude, da MAC (que acaba de chegar às lojas brasileiras), e o fato de outras marcas estarem trilhando o mesmo caminho lá fora (Clinique tem uma nova cartela de nudes fresquinha, que deve desembarcar por aqui; Maybelline também já apresentou a sua nos Estados Unidos), levanta a bola do visual mais uma vez – assim como o fato de várias grifes hypadas terem apostado nesse tipo de maquiagem na temporada primavera-verão 2014. Mas o que é o nude versão 2014?

Fui conversar com dois maquiadores antenadíssimos – a Fabiana Gomes, que é a maquiadora sênior da MAC no Brasil, e o Daniel Hernandez, um mágico dos pincéis e um dos beauty artists favoritos dos estilistas de moda brasileiros – para apurar melhor a questão. E os dois resumiram para mim o que pensam de mais esse retorno dos looks neutros e elegantes.

Marni Primavera-Verão 2014: tons neutros e luminosidade máxima.

Marni Primavera-Verão 2014: tons neutros e luminosidade máxima.

Primeiro, as damas. Fabiana disse para mim que esse tipo de maquiagem não deve ser confundido com uma produção básica. Há muita coisa envolvida na realização de um look nude perfeitopele muito bem preparada e corrigida, o uso de iluminadores variados (cremosos, em pó, até mesmo opacos – pós de efeito luminoso, porém não cintilantes), gradações de tons (beges, marronzinhos, tons de carne), tudo para criar uma maquiagem que a-) tem profundidade, b-) tem um toque de colorido sim e c-) apresenta viço, é feminina. Ou seja, não se trata de um nude andrógino, mas sim de uma maquiagem neutra que tem delicadeza.

Alberta Ferretti Primavera-Verão 2014: nude em variação mais sequinha.

Alberta Ferretti Primavera-Verão 2014: nude em variação mais sequinha.

Depois, o cavalheiro. O que o Daniel me contou é que ele não acredita em um nude só, mas em dois caminhos para o visual. O primeiro, focado mais em produtos opacos (principalmente na pele), é a versão mais elegante, mais lady da proposta. Aqui entram beges e marrons, mas não de nuances muito quentes (Daniel prefere uma paleta neutra, acredita que os caramelos devem ser usados com muito cuidado senão podem envelhecer o visual). Já o segundo é uma variação mais saudável, mais fresh. Trata-se do make nude misturado a um batom levemente rosado ou melancia, e um blush que segue pelo mesmo caminho. As duas propostas transitam bem tanto no verão mais escaldante como nos geladinhos dias de inverno.

Os dois especialistas concordam em um ponto: a maquiagem nude deve permanecer no radar das mulheres por um bom tempo. Até porque, além de estar em alta no momento, ela também é básica, cool, tudo que uma mulher quer para ficar bonita sem parecer ter feito muito esforço.

Blush, batom, brilho labial, sombra e pó finalizador: o kit nude versão MAC.

Blush, batom, brilho labial, sombra e pó finalizador: o kit nude versão MAC.

Voltando para a coleção da MAC – que me inspirou a apurar este post  – vale contar que ela tem blushes luminosos (da família Extra Dimension, que fica levíssima, mas com a intensidade de cor que você desejar, sobre a pele), sombras com esse mesmo acabamento, delineadores em gel, brilhos labiais, pós finalizadores e quatro batons (meus favoritos, o Close Contact e o Morning Rose, estão na montagem logo abaixo). Todos ou da gama dos neutros, ou de cores que conversam com essa cartela (marrons escuros e tonalidades carne, por exemplo).

Batons Close Contact e Morning Rose: um nude mais tradicional e um delicado cor de carne.

Batons Close Contact e Morning Rose: um nude mais tradicional e um delicado cor de carne.

Ah, e vale lembrar que ela é temporária e que traz dois acessórios bacanérrimos: um pincel de blush e outro de sombra (números 128 e 235) que têm dupla face, uma com cerdas naturais, outra com cerdas artificiais. A vantagem: o lado com pêlos você usa para dar leveza e esfumar; o lado sintético serve para depositar mais produto e intensificar a cor. Pincéis dessa mesma categoria já haviam aparecido três anos atrás na coleção Semi Precious, inspirada no Brasil (quem aí lembra?). Se você perdeu a chance de comprar na época, está aí uma nova oportunidade para agarrar o seu!

Fotos: divulgação MAC (modelo e produtos) e Agência Fotosite (desfiles)

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários