Claus Borges, cabeleireiro e artista Redken

Por Maria Cecília Prado em 04/11 | 3 |

beleza-beauty-editor-entrevista-claus-borges-com-maria-cecília-prado-redken-cabelo-styling

Cera, pomada em pó, xampu seco, spray para fixar a modelagem… Finalizador é que não falta nas prateleiras de perfumarias e salões. Mas know-how para usar tudo isso, ah, isso às vezes a gente não tem. Para ajudar quem (começando por mim) sente uma certa dificuldade em lidar com tanta oferta, convoquei o cabeleireiro paulistano Claus Borges, artista Redken no Brasil, que passou uma manhã inteira listando os seus melhores truques para utilizar cada produto de styling. Leia e mude sua relação com os finalizadores para sempre!

Maria Cecília Prado: É só impressão minha ou você também acha que mulheres ainda têm medo de usar finalizador?
Claus Borges: Você tem razão, esse receio é muito comum. Vejo que a-) falta tempo para as mulheres experimentarem tudo o que está disponível e, por isso, elas se preferem ficar com o que já é conhecido – e b-) boa parte dos cabeleireiros não têm tempo ou disposição para ensinar suas clientes a usar corretamente os produtos, o que ajudaria bastante a superar esse medo. Meu conselho: peça para o seu dar uma paradinha na correria e mostrar como usar corretamente os cosméticos sobre os quais tem curiosidade. Você vai se sentir muito mais segura para comprar qualquer um deles!

MCP: Quais são os produtos que mais costumam assustar as mulheres?
CB: As pomadas e pastas. A primeira ideia que vem à cabeça da cliente é que elas trazem peso e podem deixar o cabelo com cara de sujo, quando tudo o que elas querem é ficar com os fios soltinhos e limpos. Mas isso não é necessariamente verdade. Se você colocar uma quantidade pequena de produto na palma da mão – digamos, o equivalente ao tamanho de uma moeda de 5 centavos –, espalhar essa dose entre as palmas e os dedos e depois modelar as mechas, conseguirá criar movimento e diminuir o frizz de uma maneira bem natural. Se escolher uma pomada de efeito mate, vai ficar mais fácil ainda chegar a esse resultado. A Rough Paste é uma que não dá brilho molhado e, se for espalhada na quantidade que acabei de ensinar, também não deixa o cabelo opaco demais. Sabe um momento no qual adoro usar esse produto? Depois de modelar com baby-liss, para fixar os cachos. Pressiono de leve sobre o cabelo e depois seco rapidamente com difusor para fazer o brilho retornar. O penteado dura muito mais.

MCP: A Rough Paste é a sua pomada favorita?
CB: Gosto muito dela, mas, para falar a verdade, a que eu mais uso é a Rewind. Ela substitui o spray para dar polimento a um cabelo preso. Dá grip, ajuda a sua mão aderir melhor às mechas na hora de fazer uma trança. Tira o frizz e ainda dá suporte para formas diferentes que você queira criar – ondas na lateral de um coque, por exemplo. É um sucesso, nunca sai da minha bancada.

MCP: Agora conta para a gente, o que são os produtos de memória que os cabeleireiros adoram mencionar?
CB: São aqueles cosméticos que fixam as ondas, os cachos ou o liso sem provocar rigidez. Faça a experiência: borrife o spray Iron Shape antes se secar e modelar e, depois que o cabelo estiver pronto e já frio, bagunce-o completamente. Depois, escove cuidadosamente com uma escova de cerdas naturais e formato raquete. A onda – ou o liso – vai voltar em um passe de mágica. Até mesmo o cacho retorna se, depois de escovar, você enrolar a mecha no dedo e soltar delicadamente. Esse tipo de produto, é meio óbvio, também aumenta a durabilidade da modelagem. É indispensável para aquele look especial durar (e ficar lindo) a festa inteira.

MCP: E de pomada em pó, você gosta?
CB: Comecei a usar recentemente, mas estou virando fã. É um recurso ótimo para aumentar o volume do cabelo fino. Solte os fios chacoalhando a cabeça ou, para um volume ainda maior, desfiando um pouco o comprimento, e então polvilhe a uma certa distância. Quem tem pouco volume ama o resultado!

MCP: Com tantas opções de cosméticos assim, você ainda usa mousse ou acabou deixando-a de lado?
CB: De jeito nenhum. Mousses são ótimas para definir o movimento e aumentar o volume mantendo a naturalidade do visual. Coloque uma bola de  mais ou menos do tamanho de uma laranja na palma da mão. Com um pente fino, vá “fatiando” essa laranja e aplicando mecha a mecha – assim, vai espalhar o produto muito melhor. Depois, seque com o difusor para acentuar o movimento natural e deixar o cabelo mais cheio, brilhante e com ótimo caimento.

MCP: Alguma dica extra para encerrar nossa conversa?
CB: Ih, se você perguntar isso, não paro mais de falar! Mas deixa eu tentar ser sintético. Dica um: se for secar com difusor – um acessório que amo – use o secador regulado em temperatura baixa. Isso ajuda a acentuar o movimento natural. Segunda: se o seu cabelo for cacheado, aplique seu finalizador acariciando os cachos e deslizando os dedos sobre a superfície – não amasse nem fique usando os dedos como garfo para não criar um volume excessivo. Se os fios forem finos, faça o contrário: nada de fazer pressão, prefira virar a cabeça para baixo e ir trabalhando com os dedos a partir da raiz, para soltar e dar volume. Por fim, monte um arsenal básico – mas bom – de styling. Toda mulher que gosta de variar o penteado tem que ter um modelador de cachos – serve para ondular de leve, marcar pontas, levantar a raiz e, claro, cachear – e uma escova tipo raquete de qualidade, como a famosa Mason Pearson (ou uma equivalente). Com cerdas naturais e firmes, são imbatíveis para dar polimento os fios.

Comentários

~ comentários Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários