Blog das convidadas

Leticia Homsi

As convidadas 1/3

Sou formada em Negócios da Moda e até já trabalhei na área, para a grife Carlos Miele. Porém, acabei virando repórter de beleza após fazer um estágio na revista ESTILO. Foi nessa época, em 2010, que me dei conta de como já era encantada pelo mundo da beauté. Sempre gostei de testar técnicas para fazer penteados ou maquiagem sozinha, em casa, e há muito tempo sou apaixonada por esmaltes, produtos para o cabelo, lápis, delineador e máscara para cílios. Depois da experiência na ESTILO, escrevi para outras revistas, como ELLE, CLAUDIA e GLOSS. Hoje, cuido do departamento de marketing e sou social media manager de um recém-criado e-commerce de beleza, o Pop Make Up, e continuo colaborando para algumas revistas femininas. Aqui, vou mostrar novidades em serviços e produtos da minha terrinha, São José do Rio Preto – onde fico a maior parte do tempo –, além de contar minhas impressões sobre os lançamentos mais recentes.

Tudo sobre Fabinho Gonçalves, maquiador da região de Rio Preto

Por Leticia Homsi em 05/05 | 0 |

 

Desde os meus quinze anos, ouço falar de Fabinho Gonçalves, maquiador da região de Rio Preto. Se bem me lembro, foi na época do colégio (ou ensino médio, para quem desconhece o termo colegial, rsrs). Eu estudava em uma escola de patricinhas e muitas delas planejavam se maquiar, seja para festas de 15 anos ou para a formatura do colégio, com o tal Fabinho. Estávamos em 2002 ou 2003.

Eu não o conhecia, mas só ouvia elogios ao profissional: “Ele é maravilhoso” ou “Além de talentoso, é muito fofo”. Vi algumas fotos de trabalhos seus e me convenci que ele era realmente ótimo.

Hoje, passados quase 20 anos desse tempo, eis que me deparo novamente com Fabinho. Dessa vez, como cliente da minha loja de maquiagem online, a Pop Make Up. Ficamos colegas, conversamos, trocamos experiências e é sempre um prazer e um aprendizado tê-lo por perto. E ele ainda tem uma coluna de beleza em uma revista aqui da cidade (o que me faz lembrar e MUITO o meu tempo de Editora Abril),  o que nos faz trocar figurinhas sobre conteúdo e inspirações. É um fofo, além de muito talentoso.

Antes desta quarentena começar, tivemos uma conversa em um café aqui na Redentora, bairro em que moro e que tem vários restaurantes e cafés legais (venha experimentar se um dia passar por Rio Preto!). Foi quando descobri mais detalhes sobre seu percurso e sua história pessoal.

UM POUCO DA HISTÓRIA DE FABINHO

Ele me contou que seu talento vem da infância, época em que já que adorava desenhar. E, em tudo o que desenhava, já incrementava com cílios ou com batom. Achei genial. Sua inspiração sempre foi sua mãe. Vê-la se arrumar, se produzir, sobretudo nas décadas de 80 e 90, era algo surreal. Aliás, quem é que não foi criança nesse época e não se impressionava com o dress code dessas décadas? Eu também AMAVA. Foi nesse contexto que Fabinho desenvolveu seu talento.

Nessa época, ele ainda morava em Tanabi, uma cidade pequena aqui da nossa região. Cedo, começou a arrumar amigas, depois primas e familiares, até que a fama o levou a trabalhar como assistente em um salão de beleza da cidade. Foi ali que desenvolveu seus dotes, mas logo percebeu que a cidade havia ficado pequena para seu dom.

Assim, o maquiador, que já colecionava alguns anos de experiência na bagagem, começou a vir todos os dias para Rio Preto para cursar faculdade de moda. E, logo no primeiro ano, a sorte bateu na sua porta: uma professora que trabalhava como repórter em um programa institucional da Rodobens (uma mega empresa que atua em várias áreas em nível nacional, cuja sede fica em nossa city) chamou-o para maquiá-la. Assim, ele conseguiu seu primeiro emprego na cidade. E, de indicação em indicação, o trabalho aumentou tanto que ele teve que mudar-se definitivamente de Tanabi para cá.

UM PRÊMIO NO PERCURSO

Desde então, foram muitos ensaios de beleza, programas de televisão, looks de famosas, clientes de maquiagem social etc. Até que, um belo dia, surgiu a oportunidade de inscrever-se para um programa de TV. Era o Prêmio Natura de Maquiagem. Em um primeiro momento, ele relutou em se inscrever, mas estímulos para  que mudasse de opinião surgiam de todos os lugares. “Em todo lugar que eu ia, todo mundo falava para eu me inscrever: a moça do caixa do supermercado, a atendente da padaria que eu frequentava, meus familiares, todos que me conheciam tentavam me convencer a participar. Acabei convencido e me inscrevi.”

Enviou o material solicitado pelos correios. “Eles pediam fotos: um Antes X Depois usando os produtos Natura. Enviei e mais ou menos dois dias depois já recebi a resposta que havia sido selecionado para participar.” O programa, que era parecido com os realities de beleza de hoje em dia, aconteceu em 2009. Ali aconteciam provas, testes. “Às vezes, tínhamos que maquiar uma pele negra mas não havia produtos específicos e tínhamos que improvisar. O que valia era a técnica, a alquimia que deveríamos desenvolver para mostrar o quanto sabíamos e como conseguíamos nos virar. Foi muito difícil.” Apesar da dificuldade e da insegurança, Fabinho tirou de letra e sagrou-se campeão.

DEPOIS DO PRÊMIO, NOVOS DESAFIOS

Com o prêmio de vencedor, surgiram muitas oportunidades e desafios. “Eu nunca tinha saído de Rio Preto para trabalhar, eu não sabia o que me esperava. Mas acabou sendo tudo bem simples, não era nada além do que eu já sabia: maquiar e falar de maquiagem.” Fabinho partiu para o Rio de Janeiro com contrato assinado com a Natura. A proposta inicial era de dois anos, mas acabou ficando 4 anos por lá. Nesse tempo, viajava para outros estados para dar treinamento, fazer lançamentos de produtos para empresa, workshops, maquiar etc… Só depois retornou aqui para a região e retomou seus trabalhos tanto em maquiagem social como em editoriais e campanhas publicitárias regionais.

Passados mais de 10 anos do prêmio, Fabinho continua prestando serviços para a Natura, inclusive trabalha nas semanas de moda nacionais. “Mas sempre acreditei muito no potencial de Rio Preto. É a cidade que amo e há muitos eventos sociais para se trabalhar.”

Além de todo o trabalho como maquiador, ele, como eu já havia comentado antes, assina a coluna Beleza por Fábio Gonçalves, na revista Vida e Negócio. Um espaço livre para Fabinho mostrar tendências, maquiagem livre de gênero e muitas outras ideias de beleza. Ele também é uma importante referência para as noivas, por isso é muito procurado nesse nicho de luxo.

FABINHO, MAQUIADOR DA REGIÃO DE RIO PRETO E DO MUNDO

No currículo de Fabinho ainda sobram produções para revistas como Corpo a Corpo, Manequim, Capricho, Vida e Arte e Revista Natura,  além de dezenas de campanhas publicitárias de marcas importantes como  Natura, Carmim, Realist, Buccanes, HerbalifeMafrig, entre muitas outras. Hoje ele também ministra cursos e treinamentos corporativos para grandes marcas de cosméticos como a própria Natura, Lancôme, Toque de Natureza e Marchetti,  entre outras, além de cursos e consultorias para profissionais da área de maquiagem.

Durante sua carreira, maquiou vários artistas como Camila Queiroz, Giovana Ewbank, Karina Bacchi, Rosamaria Murtinho, Sthefany Brito, Fernanda Souza, Carol Castro, Fernanda Freitas, Patrícia de Sabrit, Fiorella Matheis e cantores de renome como Otto, Tulipa Ruiz, Maria Alcina, Vanessa da Mata e até a britânica Jesuton. Ufa!

Agora fica fácil de entender o que faz de Fabinho um maquiador tão famoso, falado e disputado por aqui, certo? Sua carreira, seu talento e sua pessoa fazem dele o maquiador incrível que ele é. Por isso, sou sua fã!

Quer conhecer mais do trabalho dele? Siga seu perfil no Instagram, é @fabinhogoncalvesoficial

Por @leticiahomsi

Fotos: Claudio Sartor/divulgação Fabinho Gonçalves

Para ler mais textos de Letícia sobre a região de São José do Rio Preto, clique aqui!

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários