Blog das convidadas

Vanessa Ventura

As convidadas 1/3

Cacheada assumida e apaixonada por novidades de skincare e de maquiagem, eu vivo a paixão pela beleza desde criança, quando adorava passar creme anti-idade escondido. Além de blogueira de beleza (já conhece o Belícia?), sou formada em RP e pós-graduada em Gestão de Marcas, o que me fez desenvolver um olhar atento para o comportamento das empresas diante de seus consumidores. Será que as marcas já sabem lidar com as mulheres negras e com cabelo afro? No Blog das Convidadas, minha missão é mergulhar fundo nos lançamentos nacionais e internacionais e contar para você o que há de bacana para o nosso segmento. Chega de sofrer para encontrar a base certa ou o creme milagroso!

Missão volume: finalização de cachos muito além da definição

Por Vanessa Ventura em 23/11 | 0 |

Fitagem, dedoliss, babyliss… São muitas as formas de buscar os famosos cachos perfeitos. Eu, como muitas outras mulheres, já passei pela transição capilar – processo de retorno aos cabelos naturais após anos de química – e, no caminho de redescoberta da minha textura original, me deparei com novos padrões de beleza, que exigiam molinhas irrepreensíveis. Logo tomei conhecimento das técnicas que permitiam tal resultado e, inconscientemente, comecei a exigir que o meu cabelo tomasse a forma cacheada “aceita” socialmente. Frizz? Tinha de ser combatido. Uma mecha definiu menos hoje? Vamos enrolar com o dedo para ela ficar “linda” como as outras.

Mas agora, depois de mais de dois anos seguindo (novas) regras sem nem perceber, resolvi iniciar uma nova jornada em busca dos cachos reais – soltos, volumosos, armados e, muitas vezes, frizzados. Para abrir a cabeça, resolvi pedir a ajuda de um padrinho especial: Ed Santana, cabeleireiro formado no Brasil, com experiências na Alemanha e em Portugal e dono do salão Descabelado Ateliê de Cachos. Mais apropriado, impossível!

beauty-editor-blog-das-convidadas-vanessa-ventura-missao-volume-ed-santana

Conheci Ed quando fiz meu BC (grande corte que retira todas as mechas “quimicadas”) e, desde então, confio meus cachos a ele. Sempre soube que sua proposta era justamente valorizar a textura natural dos fios sem necessariamente priorizar uma super definição, mas, de início, eu ainda não estava pronta para abrir mão dos cabelos perfeitos… Não é fácil ignorar as expectativas dos outros, especialmente quando sua imagem é algo importante para você. Para dar início à minha “missão volume” e escrever este texto, marquei um café com Ed e contei a ele sobre meus anseios. Que já foi logo colocando uma questão bem interessante. “Muita gente me diz que costumava alisar os cabelos porque era ‘mais prático’. Geralmente respondo que na verdade não era mais fácil, mas sim um trabalho que você aceitava ter para alcançar uma determinada estética. É comum que, ao passar pela transição, as mulheres mudem o formato do cabelo, mas não do pensamento: ficam querendo crespos sem um fio fora do lugar”.

beauty-editor-blog-das-convidadas-vanessa-ventura-missao-volume-finalizacao-de-cachos-osis-session-label-shampoo-batiste

Revelei a Ed que estava buscando métodos para valorizar o meu volume natural, brincando com um efeito mais bagunçadinho.  O problema: minha finalização caseira é sempre com creme para pentear e gel, que trazem definição e um aspecto mais “boa moça”. Quais seriam os produtos para sair da zona de conforto? “O leave-in e o gel são ótimos para o dia a dia, mas não são necessariamente a opção mais fácil ou estilosa para arrumar os cachos. Se você busca por volume, pode começar brincando com as pomadas em pó, como a OSIS Session Label, da Schwarzkopf – bata um pouco do pó na mão, e não diretamente nos fios, e vá amassando os cabelos até obter o visual desejado. Uma outra opção é usar pequenos jatos de shampoo seco na raiz e, depois, dar uma sacudida em tudo. Minhas clientes amam o da Batiste”, me contou o hairstylist.

beauty-editor-blog-das-convidadas-vanessa-ventura-missao-volume-finalizacao-de-cachos-mineral-cream-osis-session-label-salt-spray-agua-de-magnolia

“Também gosto muito de brincar com ceras pouco gordurosas, como a Mineral Cream, da Keune, para dar mais estrutura aos fios. No caso delas, existem duas opções: aplicar no cabelo seco, para dar mais movimento; ou nos fios molhados, para ganhar controle do volume. A cera sozinha já é suficiente para finalizar o cabelo, mas também é possível associá-la a um leave-in, caso os cachos sejam secos e precisem de maciez. Na verdade, dá para usar quase tudo nos fios cacheados! A única questão é você testar bastante para descobrir o que funciona melhor para você”.

Sprays de fixação flexível são um item bacana se você quer estruturar os cachos sem utilizar pomadas. O OSIS Session Label Salt Spray, da Schwarzkopf, mantém tudo no lugar e ainda traz o bônus do volume embutido. Segundo Ed, basta aplicar o produto direto nos fios e amassar de leve. “Para garantir luminosidade a mais, indico a Água de Magnólia, um spray de brilho da Klorane”, conta o cabeleireiro, “Não é bom usar uma grande quantidade para não comprometer o volume. Você pode borrifar no final de tudo e nem precisa mexer mais, a não ser que busque um look podrinho – nesse caso, pode amassar um pouco”.

beauty-editor-blog-das-convidadas-vanessa-ventura-missao-volume-leave-in-spray-foaming-pommade-healing-volume

Pensa que acabou? Nada disso: “para buscar mais volume, adoro a Foaming Pommade, da Paul Mitchell. Meu truque é aplicá-la na mão, emulsionar com água e só então começar a modelar o cabelo, sempre amassando”. Já se você deseja um efeito bagunçadinho mais “controlado”, a dica é apostar nos condicionadores volumizadores, como o Healing Volume Thickening Conditioner, da L’Anza, durante a lavagem – ele adiciona polímeros aos fios e os deixa mais selvagens. Depois de lavar, para manter o efeito e dar mais hidratação, escolha um leave-in em spray, como o One United 25 Benefits ou o Frizz Dismiss Smooth Force, ambos da Redken. “Por serem líquidos, eles pesam menos sem deixar de hidratar”, aponta Ed. Para finalizar o ritual, após o spray, vá de secador sem difusor e uma pomadinha ou cera depois dos fios secos.

Ed encerrou nosso papo com um conselho importante: “Não há verdade absoluta quando se trata de cabelo. Vale experimentar produtos no salão e descobrir quais funcionam em você e só depois investir nos seus preferidos. Cada textura natural exige um finalizador para valorizar seu volume e, exatamente por isso, essa etapa de testes é importantíssima!”. Depois de tomar nota de todas as dicas, já decidi meus próximos passos: explorar diferentes opções de leave-in, pomadas e sprays no Descabelado, escolher meus favoritos, reabastecer minha prateleira em casa e partir para a diversão!

 

Fotos: Lila Cruz / divulgação

 

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários