Blog das convidadas

Leticia Homsi

As convidadas 1/3

Sou formada em Negócios da Moda e até já trabalhei na área, para a grife Carlos Miele. Porém, acabei virando repórter de beleza após fazer um estágio na revista ESTILO. Foi nessa época, em 2010, que me dei conta de como já era encantada pelo mundo da beauté. Sempre gostei de testar técnicas para fazer penteados ou maquiagem sozinha, em casa, e há muito tempo sou apaixonada por esmaltes, produtos para o cabelo, lápis, delineador e máscara para cílios. Depois da experiência na ESTILO, escrevi para outras revistas, como ELLE, CLAUDIA e GLOSS. Hoje, cuido do departamento de marketing e sou social media manager de um recém-criado e-commerce de beleza, o Pop Make Up, e continuo colaborando para algumas revistas femininas. Aqui, vou mostrar novidades em serviços e produtos da minha terrinha, São José do Rio Preto – onde fico a maior parte do tempo –, além de contar minhas impressões sobre os lançamentos mais recentes.

Diário da rinoplastia: a cirurgia plástica de nariz, um ano e meio depois

Por Leticia Homsi em 30/06 | 0 |

Como eu já contei para vocês em posts anteriores, fiz minha cirurgia plástica no nariz, ou rinoplastia, no dia 12 de novembro de 2018, seis dias antes do meu aniversário de 33 anos. Era um desejo muito antigo e fui até Ribeirão Preto para operar com um especialista na área, o Dr. Marcelo Felix. Assim, continuo aqui o diário da minha rinoplastia; agora, um ano e meio depois.

Hoje, quando esse escrevo esse texto, parece que faz já muito mais tempo e nem lembro de parte do sufoco que foi ter um nariz operado! Agora dou risada lembrando dos olhos quase pretos de tão roxos e inchados e da cara quebrada. Porque, sim, o médico teve que quebrar ossos, cartilagem etc. para deixar tudo lindo. Mas naquela época, amiga, que sufoco!

A pior parte foi, sem dúvida, ficar com o tampão. E logo depois, mesmo sem ele, respirar não era uma tarefa tão fácil e natural assim. Isso porque ainda ficam os palitinhos de silicone para manter o septo no lugar – só depois de 15 dias é que eles são removidos pelo médico. Enfim, hoje o perrengue é apenas uma lembrança.

Outra função constante no período inicial foi o vai e vem entre Rio Preto e Ribeirão, para retorno das consultas. Medi muita estrada!

Confesso que não fui ao médico depois de completar um ano de operada. Um pouco porque no fim do ano passado decidi fazer mais duas outras cirurgias plásticas: nos seios e uma lipoaspiração (prometo contar sobre elas em um próximo post). Então, fiquei atrás disso, de outros médicos e de exames. Mesmo assim, posso compartilhar com vocês as minhas impressões após esses dezoito meses após minha cirurgia plástica de nariz.

NO COMEÇO, A CIRURGIA PLÁSTICA DE NARIZ CAUSA ESTRANHEZA

Quando operei, meu médico tinha dito que o nariz poderia levar até três anos para se acomodar e adquirir seu aspecto final. Ainda bem que ele avisou, porque o nariz fica MUITO esquisito logo depois da cirurgia plástica. Você mal se reconhece no espelho quando tira o gesso e as fitinhas de micropore. O meu ficou BEM arrebitado e meio fino, mas o cirurgião também tinha me dito que a característica da minha pele do nariz, um pouco mais grossa, ia trazer benefícios, pois iria trazer mais naturalidade ao final.

E foi o que aconteceu, de muito arrebitado para um pouco arrebitado (como você pode ver acima), hoje ele está bem melhor. Super natural e quem me conhece desde sempre pergunta o que eu fiz, porque quase não parece que eu mexi. Glória a  Deus por isso!!! Porque era isso que eu queria com a cirurgia plástica de nariz: um nariz mais bonito, mais harmônico com o conjunto do meu rosto, só que ainda assim natural.

O nariz “caiu”, se ajeitou e está lindo! Fiquei satisfeitíssima. A parte funcional, que tanto preocupou o Dr. Marcelo, melhorou muito também. Respiro até melhor. A real preocupação do meu médico, na época, era com os meus cornetos. Cornetos são as conchas nasais que ficam nas paredes laterais do nariz e que têm a função de aquecer e umidificar o ar. Porém, quando muito inflamadas, elas podem atrapalhar a respiração.  Ele disse que estavam muito inchados e pediu que eu me consultasse com alguns otorrinolaringologistas aqui em Rio Preto. Fui, passei por avaliações e no final ele decidiu cauterizar os cornetos durante a cirurgia.

Outro fato que ajudou a tornar minha respiração mais tranquila e mais eficiente depois da cirurgia foi que, quando estava me operando, o Dr. Marcelo percebeu um pequeno desvio no septo e também o corrigiu. Enfim, os benefícios não foram só estéticos, mas de saúde, de bem estar!

Mas o principal é a autoestima! Como ela muda! Antes, sem maquiagem eu não me sentia bem. Hoje, me acho incrível, rsrsrs! É claro que a maquiagem dá super poderes, né meninas? Sem dúvida, ela realça e melhora a beleza, disfarça imperfeições. Mas, pra uma foto com uma boa luz natural, num lugar lindo, até dispenso. Como essa aqui que fiz em São Thomé das Letras, MG, pouco tempo depois de completar um ano de operada.

Hoje, não sinto mais dores nem incômodos. Tudo perfeito. Vida normal.

Esse fator é o que mais me impressionou. Como as coisas mudam, o nariz muda e a autoestima da gente vai lá em cima! Agora estou super feliz e mais segura para ficar sem maquiagem quando precisar. Prometo contar sobre as outras cirurgias que fiz no último mês de fevereiro em um próximo post!!

Por @leticiahomsi

Fotos: Letícia Homsi para Beauty Editor

 

Comentários

~ comentário Comentar

  • carregando...
  • Nenhum comentário.
Ver mais 96 comentários